5 dicas para o orçamento da sua empresa em 2018

O Brasil bateu recordes na criação de empresas em 2017, segundo pesquisa do Serasa Experian. Foram criados cerca de 200 mil CNPJs, o que coloca o Brasil no grupo dos países com maior número de empreendimentos em todo o mundo. No entanto, ao mesmo tempo em que o otimismo retorna sobre a economia nacional, é preciso manter a atenção sobre o dia seguinte das novas e atuais empresas do mercado. O país está entre aqueles que mais criam dificuldades para que as organizações cresçam e se perpetuem. No Brasil, a maioria das empresas que nascem acaba fechando as portas em menos de dois anos. Só em 2016, cerca de 600 mil empresas saíram de operação, segundo o Sebrae.

Para se manter no mercado, além de criar diferenciais competitivos, é fundamental que o caixa da empresa esteja no azul. Márcio Iavelberg, sócio-fundador da consultoria Blue Numbers, preparou cinco dicas de como melhorar o resultado financeiro e ter um 2018 próspero.

1) Saúde econômica e saúde financeira – Podem soar como sinônimas, mas são situações distintas. Uma empresa pode estar economicamente saudável e financeiramente quebrada. Resultado econômico se enxerga pela competência e o financeiro pelo caixa. Uma empresa pode apresentar resultado com base em um faturamento feito, mas devido à inadimplência, pode não ter recebido o esperado. Ou, ainda, na competência mostrar um faturamento realizado no mês, mas no caixa entrará em cinco vezes, já que a venda foi parcelada no cartão.
2) Use indicadores para controlar as finanças – Domine os números do negócio e use indicadores para tomar decisões assertivas. Uma técnica utilizada por nós é a adoção de três ferramentas básicas: o DRE [Demonstrativo do Resultado do Exercício], a projeção do fluxo de caixa e o balanço patrimonial. O DRE traz as receitas, despesas e resultado do período. É possível obter a margem de contribuição, o gasto com equipe, o lucro operacional e o aluguel, caso tenha. Quem não faz o DRE pode não se dar conta do risco de operar com margem operacional negativa. Já a projeção do fluxo de caixa exige olhar para a entrada e a saída de recursos, o estoque e os prazos médios de pagamento e recebimento. Com o balanço patrimonial, por sua vez, é possível avaliar a solvência da empresa, se ela terá condições de honrar seus compromissos com os bens que possui, por exemplo. Ter transparência e disciplina é vital para a gestão de uma empresa.
3) Um olho na receita, outro nas despesas – É importante o empresário e seus colaboradores ficarem preocupados com as vendas. Mas, tão importante quanto as vendas, é a administração dos gastos. Quando a empresa consegue mantê-los sob controle e aumenta a receita, ela obtém um resultado maior do que conseguia anteriormente. Agora, se as despesas continuarem, qualquer perda na receita compromete o resultado. É o que se chama de alavancagem operacional.
4) Lupa no CMV (Custo da Mercadoria Vendida) – Quando o custo da mercadoria somado ao imposto supera o preço de venda de um produto ou serviço, esse está com margem de contribuição negativa. Caso o empresário estimule a sua venda, só aumentará ainda mais o “buraco”.  Vale programar melhor as compras e fugir de qualquer custo emergencial que impacte o CMV e diminua a margem do produto. Vale somar todos os custos embutidos no produto, como impostos, comissões, embalagens, etc. E conhecer as despesas fixas da empresa, para que se possa precificar os produtos e serviços de forma correta, visando o lucro.
5) Planejamento orçamentário 2018 – Projete a expectativa de receitas, despesas e resultados para todo o exercício, mês a mês. O orçamento é a bússola que permitirá ao empreendedor confrontar o planejado com o realizado. É com o planejamento orçamentário que o empresário saberá se a empresa está caminhando nos trilhos, conforme seu desejo. Esse acompanhamento deve ser feito mensalmente. Se houver descompassos, o empresário não deverá esperar o final do ano para realizar os reajustes necessários. Deverá fazer já para o próximo mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *